Text Size

Buscar

ENTREVISTA: CÉLIA MARCONDES (ECÓLEO)

No início era para ser somente um projeto de sensibilização para a região onde Célia Marcondes, hoje presidente do Ecóleo, vivia. Mas o projeto cresceu, rompeu a fronteira do bairro, da cidade, do estado... do país. Idealizadora do Ecóleo, projeto que tem como meta sensibilizar o cidadão sobre a coleta e reciclagem de óleo comestível, Célia Marcondes vem mostrando que, mesmo sem apoio do governo e com muita força de vontade e possível lutar por um meio ambiente melhor para as próximas gerações.

O projeto, inicial apoiado pela Sabesp (Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo) e a Secretaria do Verde e de Meio Ambiente hoje é referência em todo mundo e já recolhe mais de 2.600.000 (dois milhões e seiscentos mil litros) de óleo vegetal usado por mês. E esse é só o primeiro passo de um projeto que vem sendo atraindo a atenção de países europeus de forma notória.

Hoje o Ecóleo possui 12 empresas associadas coletando e beneficiando o óleo coletado em mais de 60 municípios de São Paulo, gerando 1200 postos de trabalho direto e aproximadamente 800 indiretos. E o Prefeituras FJR conversou com Célia Marcondes, que comentou mais sobre as conquistas do projeto e objetivos de uma luta que ainda está longe de ser vencida, mas que cresce cada vez mais e ajuda de forma significativa na preservação do meio ambiente.

Entrevista: Célia Marcondes (Presidente do ECÓLEO) - Créditos: Divulgação
Entrevista: Célia Marcondes (Presidente do ECÓLEO) - Créditos: Divulgação

ENTREVISTA CÉLIA MARCONDES (ECÓLEO)

A ascensão do Ecóleo e suas conquistas
Célia Marcondes:
A REDE ECÓLEO É UM CASE DE SUCESSO! Iniciamos nosso trabalho de 2007 para a região de Cerqueira César, Jardins e Consolação, mas dado o sucesso da empreitada o projeto rompeu barreiras e hoje é uma rede nacional. Só no estado de São Paulo já representamos a coleta de mais de 2.700.000 litros. de óleo/mês, gerando mais de 1800 postos de trabalho.

A motivação para criar o Ecóleo e as barreiras rompidas
Célia Marcondes:
Na qualidade de fundadora e presidente da associação de moradores da região de Cerqueira César, em 2001 iniciei o primeiro projeto de coleta seletiva de resíduos sólidos de porta a porta. Conseguimos mobilizar a comunidade, criar uma Cooperativa e desviar de aterro milhares de toneladas de resíduos, gerando trabalho para dezenas de pessoas. Com essa experiência e relacionameto com os condomínios, em 2007 iniciamos a mobilização para a coleta de resíduos de óleo comestível. O sucesso foi tão grande que conseguimos ultrapassar as barreiras do bairro, do município, do estado e agora até do país.

A internet e a sustentabilidade
Célia Marcondes:
Para nós a internet foi fundamental e é uma importante ferramenta onde disponibilizamos todos os nossos ECOPONTOS do óleo, os locais para entrega voluntária - PEVs. Isso sem falar nas milhares de mensagens e a facilidade proporcionada pelo Skype, onde diariamente temos reuniões com gente de todo o Brasil e, em muitas oportunidades, até do exterior - França, Bélgica, Espanha, Portugal, Marrocos, Índia, China, Canadá, Estados Unidos, Coreia etc.

O Ecóleo e o mundo na reciclagem de resíduos
Célia Marcondes:
Iniciamos nosso trabalho sem ajuda governamental, de nenhuma esfera de governo. Aos poucos vamos conversando com os mais inteligentes, que conseguem ter uma comprreensão mínima. Em alguns lugares a REDE ECÓLEO se instala e opera apesar deles. Para  nós o que importa é que o catador recolha o resíduo porque lhe interessa economicamente. Para o beneficiador, gerando trabalho com o serviço de transformação do resíduo em matéria-prima e para a indústria que a transforma em diversos produtos como biodiesel, tintas e vernizes, ração animal, sabão e derivados, velas, desmoldantes, lubrificantes, massa para vidros etc. Nossa acão é um exemplo para outros países que conosco vêm buscar experiências.

SOS Planeta Terra
Célia Marcondes:
Alguns países estão bem adiantaos nessa questão de sustentabilidade como Alemanha, Dinamarca etc. No Brasil ainda estamos caminhao em passos lentos E às vezes cometemos grandes equívocos.

A importância da Copa e Olimpíadas para a sustentabilidade
Célia Marcondes:
Para nós a Copa poderá ser uma oportunidade de cobranças porque todos cobrarão e não podemos fazer feio, mas não tenho grandes esperanças não. Acho que farão um greenwashing, algumas pinceladas verdes aqui e ali, mas...

A reciclagem do alumínio e o retorno financeiro
Célia Marcondes:
Pelo que acompanho sobre o alumínio, o que gerou essa movimentação em todo país não foi qualquer campanha de governo, mas o valor e o interesse pelo material físico. A coleta do óleo se parece. O óleo tem um valor e o interesse econômico financeiro é que faz acontecer.

As perspectivas do Ecóleo para 2013 e 2014
Célia Marcondes: Sensibilizar cada vez mais pessoas, cada vez mais aumentar o número de ecopontos e duplicar o volume até o final de 2014. E conseguir aos poucos substituir o diesel pelo biodiesel

Prefeituras Parceiras






Greenpeace

Greenpeace

WWF