Text Size

Buscar

Estância Turística de Ilha Solteira

Ilha Solteira

A identidade desta terra rica e famosa caracteriza-se pela soma da cultura, tradições e costumes dos diversos povos que a compõem e dos atrativos de rara e grande beleza que a diferenciam dos municípios de toda a região dos Grandes Lagos.

Ilha Solteira é única e todos que a visitam, encantam-se com tudo o que oferece: desde a infra-estrutura básica constituída de todos os benefícios para a sua população, como suas belezas incomparáveis como é o caso da UHE Ilha Solteira, suas magníficas praias, o Centro de Conservação da Fauna Silvestre, a pesca e outros tantos que a tornam um centro diversificado de serviços e atrativos só encontrados em pólos turísticos de determinada complexidade.

Ilha Solteira para todas as estações:
Nada pode ser mais agradável que um bom mergulho nas calmas e límpidas águas da Praia Catarina, um passeio de barco pelo Lago Ilha Solteira ou uma caminhada estimulante pelas árvores verdes. Há muito que ver em Ilha Solteira e as agradáveis noites de verão são perfeitas para um churrasco e um bom samba à beira da praia. Até no período mais frio do ano, bem-vindas calorosas o aguardam. É um período para explorar as belezas naturais e artificiais de Ilha Solteira, além de conhecer um pouco de sua história e quem sabe saborear um prato na rede gastronômica da cidade e conviver junto ao seu povo hospitaleiro. Na primavera o verde é magnífico, pois o campo desponta após o inverno, numa profusão de cores. Os Ipês se enchem de flores, o sol brilha com mais intensidade. Tempo de se aventurar nas águas do Lago para a prática do esporte aquático.

Ilha Solteira: Sua História
Suas mais antigas referências datam de 30 de novembro de 1944, quando tornou-se distrito do município de Pereira Barreto com o nome de Bela Floresta. A cidade de Ilha Solteira começou a receber seus primeiros moradores no dia 15 de outubro de 1968, surgindo em razão do enorme contingente de mão-de-obra necessária à construção da Usina Hidrelétrica de Ilha Solteira. O nome da Usina e da cidade, originou-se de uma ilha fluvial denominada “Ilha Solteira”, existente no rio Paraná.

Construída pela CESP, a cidade foi resultado de um planejamento urbano e manteve praticamente seu traçado pouco modificado, enquanto permaneceu sob administração da empresa estatal. Em outubro de 1970 a nomenclatura das vias e logradouros da cidade foram estabelecidos de acordo com o mapa do Brasil, onde cada Alameda corresponde ao nome de um Estado e cada quadra, chamada de Passeio, recebeu o nome de uma cidade do Estado o qual se refere a Alameda. Em 8 de maio de 1989, por meio de uma lei municipal, sua sede foi transferida para o então povoado de Ilha Solteira, sendo distrito da cidade de Pereira Barreto até a emancipação em 30 de dezembro de 1991, cuja dinâmica do mercado imobiliário começou a interferir nas modificações do espaço.

Passou a ter identidade própria, com mudanças significativas, assumindo sua autonomia. Foi elevada à categoria de Estância Turística em 13 de abril de 2000. E no dia 29 de abril de 2005, por meio de Lei Complementar nº 877/2000, foi elevada a Comarca.

Ficha Técnica
População: 25.071 hab. (IBGE/2010)
Área Total: 659,379 km²
Altitude: 0 m
Região: Araçatuba
Aniversário: 15 de outubro
Site: www.ilhasolteira.sp.gov.br/ 

Prefeituras Parceiras






Greenpeace

Greenpeace

WWF