Text Size

Buscar

Birigui constrói nova Escola Municipal

A Escola Municipal Profª. Yvonne Miragaia Peruzzo, do Portal da Pérola 2, instalada provisoriamente no campus do Instituto Federal de São Paulo, ganhará prédio próprio em 2016. A unidade é edificada ao lado do residencial Portal do Parque 1, onde estão sendo construídas 396 casas populares por meio do programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal.

O prefeito Pedro Bernabé e os secretários de Obras, Rubens Franco da Silveira, e de Administração, Edson Lopes, visitaram as obras recentemente. A escola está orçada em mais de R$ 3,4 milhões, sendo os recursos destinados pelo FAR (Fundo de Arrendamento Residencial). O equipamento, que está sendo construído pela Lomy Engenharia, de Araçatuba, deve ser concluído até abril do próximo ano.

A unidade terá de 2.928,38 metros quadrados de área construída e contará com 12 salas de aula, biblioteca, auditório, sala de informática, laboratório, refeitório, quadra coberta, vestiários, administrativo, pátio coberto e sanitários. O espaço terá capacidade para atender até 780 alunos, em dois turnos. Após a entrega, o imóvel será repassado ao município, que vai equipá-lo e colocá-lo em funcionamento.

O secretário adjunto de Educação, Márcio Insognia, conta que o Instituto Federal cedeu cinco salas ao município. Hoje, 250 crianças estão matriculadas na pré-escola e no ensino fundamental da unidade, nos períodos da manhã e tarde. “Com o prédio próprio, teremos uma estrutura apropriada, com espaços e mobiliários adequados para oferecermos melhor conforto aos alunos e o pleno desenvolvimento das atividades pedagógicas”, disse.

A edificação da unidade escolar está vinculada à construção das moradias do Minha Casa Minha Vida. Em conjuntos habitacionais com até 500 casas, as prefeituras podem pleitear recursos do FAR para construção de equipamentos públicos. Após realizar um amplo diagnóstico de demanda, o prefeito Pedro Bernabé optou pela escola.

MORADIAS

As 396 casas populares do Portal do Parque 1 serão entregues para famílias de baixa renda do município. As obras estão em fase final de acabamento. A previsão é entregar as unidades habitacionais em outubro, segundo o mestre de obras Hélio Tibúrcio. Tanto as moradias também estão sendo construídas pela empresa Lomy Engenharia, com supervisão da CEF (Caixa Econômico Federal).

As unidades possuem 36,78 metros quadrados de área construída, com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Elas já terão piso e azulejo em todos os ambientes e aquecedor solar. O conjunto habitacional será entregue ainda com toda infraestrutura pronta, como rede de água e esgoto, iluminação pública, guias, sarjetas, pavimentação, arborização e paisagismo.

As moradias são destinadas para famílias residentes em Birigui, cadastradas no CadÚnico (Cadastro Único de Programas Sociais), com renda bruta mensal de até R$ 1,6 mil, que não possuam casa, terreno ou financiamento habitacional, e que não tenham sido contempladas por qualquer programa habitacional. Do total de casas, 3% são destinados aos idosos e outros 3% para portadores de necessidades especiais.

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social avaliou quais famílias poderiam ser beneficiadas, conforme critérios estabelecidos pelo governo federal e outros pela administração municipal. Já a pré-seleção foi realizada pela CEF, com base nas documentações apresentadas pelos candidatos. A instituição aguarda a conclusão das obras para dar prosseguimento ao processo.

Foto: Rafael Lopes - Prefeitura de Birigui

Prefeituras Parceiras






Greenpeace

Greenpeace

WWF